sem comentários ainda

Em sua primeira edição on-line, 46º Festival de Inverno de Itabira alcança uma audiência de 15 mil pessoas

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) impôs uma série de desafios. Devido às medidas preventivas, foi necessário se adaptar e buscar alternativas para diminuir o impacto dessas mudanças na rotina da população. Assim, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) promoveu o 46º Festival de Inverno de Itabira em um formato inovador: totalmente on-line — conseguindo atingir uma audiência de 15 mil pessoas.

Com o tema “Sou Minas Gerais”, o evento deste ano prestou uma homenagem aos 300 anos de Minas Gerais. Ao longo de dez dias, o público pode acompanhar uma série de atrações que retratam toda a rica produção cultural do nosso estado. Nesse período foram realizadas 43 atividades artísticas divididas em: oficinas (19), apresentações musicais (14), contações de histórias (2), palestras (2), bate-papos (4), teatros infantis (2), teatro adulto (1) e exposição (1).

“Chegamos ao final do 46º Festival de Inverno de Itabira com a certeza do dever cumprido. Principalmente por termos conseguido promover mais uma edição do nosso tradicional festival mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia da Covid-19. Diante desse cenário, vimos a necessidade de buscar alternativas para levar arte à população, além de fomentar a produção cultural. Conseguimos com o auxílio da internet e das novas mídias! Essa nova experiência demonstra que é possível se adaptar e que a cultura é, sim, movimento de resistência”, destacou Martha Mousinho, superintendente da FCCDA.

Encerramento

No domingo, 20 de setembro, aconteceu o encerramento do 46º Festival de Inverno de Itabira. O último dia de atrações contou com as exibições do espetáculo infantil “A Menina do Dedo Torto”, escrita por Alexandre Maia e Ludmila Rosa e dirigida por Pedro Brício, e da contação de história “Meu Avô Costura Histórias”, com Tales Jaloretto.

Também teve transmissão ao vivo com a Cia. Pé de Moleque, que apresentou o espetáculo infantil “Memórias de um Menino Bartolomeu”. Para fechar o evento, a banda itabirana Rivotrio e o músico Wilson Sideral, em seu show Tropical Blues, protagonizaram uma live cheia de energia.

Formato on-line

Esse novo modelo para produção de eventos permitiu que a FCCDA levasse arte e entretenimento para o itabirano mesmo em um momento em que as atividades com público estavam suspensas. Além disso, criou uma alternativa para fomentar o setor cultural, bastante impactado pelas medidas de contenção da Covid-19.

E mais: com os vídeos e transmissões ao vivo pela internet foi possível levar a cultura itabirana e mineira para outras cidades, estados e países, ampliando o alcance das atividades realizadas pela Fundação Cultural.

O 46º Festival de Inverno de Itabira foi realizado pela Prefeitura Municipal de Itabira e da FCCDA e teve patrocínio da Vale. O evento, ainda, contou com apoio da Valenet, Origami Propaganda, Unimed Itabira, Soiér Odontologia, Estância do Sol, Fazenda Gramagô, Restaurante da Lili, Aradíssimo, Nutri Vida e Instituto ITI.

Clique aqui e acesse os vídeos com todas as atrações do 46º Festival de Inverno de Itabira.

Outras informações pelo pelo telefone (31) 3835-2102.