sem comentários ainda

19ª Semana Drummondiana — Página de Conteúdo

Em 2020, Minas Gerais completa 300 anos de emancipação política e de uma história profundamente ligada à cultura e as artes. Para celebrar a data, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) definiu “A Palavra Minas” como tema da 19ª Semana Drummondiana — a ser realizada entre os dias 28 e 31 de outubro em formato on-line por meio do YouTube.

Publicado originalmente no livro “As Impurezas do Branco”, o poema “A Palavra Minas” traz o olhar de Drummond sobre o nosso estado. Dessa forma, a programação da 19ª Semana Drummondiana promove um passeio por uma Minas Gerais artística por meio da obra do escritor itabirano.

Assista à declamação do poema “A Palavra Minas” pelos Drummonzinhos:

Faça o download do poema “A Palavra Minas”, de Carlos Drummond de Andrade

Clique aqui e confira todos os vídeos da 19ª Semana Drummodiana

Programação da 19ª Semana Drummodiana

Releases da 19ª Semana Drummondiana

Exposição “A Mesa”, de Yara Tupynambá:

“Claro Enigma” é considerado por muitos um dos livros mais significativos da bibliografia de Carlos Drummond de Andrade. É nele que encontramos o poema “A Mesa”, no qual o escritor itabirano trabalha a sua memória afetiva e, por meio dos seus versos, narra uma festa imaginária com a presença de familiares e amigos.

Publicado em 1951, “A Mesa” é uma homenagem de Drummond ao seu pai, Carlos de Paula Andrade, que, à época do lançamento da obra, completaria 90 anos.

Inspirada pelos versos drummondianos, a artista plástica Yara Tumpynambá desenvolveu entre 1981 e 1987 uma série de 19 quadros que, juntos, formam um painel que dá cores e personifica a ficção criada pelo poeta itabirano.

Elaborados em carvão sobre papel preparado e colado no Eucatex, os quadros medem 1,5 x 1,0m. Para compor cada um deles, Yara Tumpynambá se valeu de fotografias antigas cedidas pelo próprio Drummond para a empreitada. O resultado é um conjunto que transmite aspectos da cultura e memória da própria Minas Gerais, tão apegada aos seus costumes e tradições.

Em uma carta datada de 4 de dezembro de 1982, Carlos Drummond de Andrade oferece a Yara Tupynambá as suas impressões sobre os quadros: “esplêndido, cheio de finas percepções, assimilando o espírito de tempos passados, tão fundamente mineiro, tão integrado no mistério da famílias e das almas!”.

Atualmente, os quadros que compõem a série “A Mesa”, de Yara Tupynambá, pertencem ao acervo da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) e podem ser conferidos nesta exposição virtual.

Faça o download do poema “A Mesa”, de Carlos Drummond de Andrade: https://bit.ly/35Abyle

01

Dicas de leituras

Conteúdos Acadêmicos

E, claro, não se esqueça de se aprofundar nos poemas, crônicas e contos. Clique aqui e confira a bibliografia completa de Carlos Drummond de Andrade.

Clique aqui e confira todos os vídeos da 19ª Semana Drummodiana

Quer se aprofundar nas comemorações do Dia D? Acesse o site do Instituto Moreira Salles e confira outros conteúdos!